O BANCO INFORMAL DA ORCRIM

O MPF no Rio concluiu que as transportadoras de valores Trans-Expert e Prosegur “parecem ter funcionando como banco informal da Orcrim, realizando a guarda de valores, bem como o repasse dos mesmos”.

Em diferentes depoimentos, colaboradores da força-tarefa da Lava Jato no Rio confirmaram o uso das empresas no esquema de pagamento de propinas.

Os investigadores desconfiam que, como o esquema montado por Sérgio Cabral usava o mesmo doleiro da Odebrecht, é possível que as empresas de transporte de valores tenham prestado mesmo serviço a outros esquemas e políticos.

Faça o primeiro comentário