O bode do fundo eleitoral

O lulista Vicente Cândido, relator da reforma política, resolveu incluir em seu parecer uma proposta que vincula o fundo eleitoral à receita líquida do governo.

Em vez de R$ 3,5 bilhões, o valor poderá chegar a R$ 5,9 bilhões. É a velha estratégia de colocar o bode na sala para conseguir a meta inicial.

Faça o primeiro comentário