O bode expiatório

Dilma Rousseff vai dizer que não sabia dos R$ 7,5 milhões que Ricardo Pessoa desviou da Petrobras e entregou a Edinho Silva, o tesoureiro de sua campanha à reeleição. Dilma vai repetir o que já disse sobre a compra de Pasadena e tantas outras negociatas.

Edinho vai ser o bode expiatório de Dilma.