ACESSE

O bolsopetismo de Carla 'Lula' Zambelli

Telegram

Na mesma entrevista em que afirmou que Sergio Moro deve sair candidato contra Jair Bolsonaro em 2022, Carla Zambelli disse que, num eventual segundo turno entre os dois, o presidente poderia ter apoio da esquerda.

Entre as justificativas, a deputada citou o auxílio emergencial durante a pandemia e a PL do saneamento básico e mencionou o PT e o MST –mas, segundo ela, o que Lula e seu partido faziam antes era “chantagem”.

“O Lula conseguia o voto dessas pessoas porque 9 milhões de famílias eram praticamente chantageadas com terras, assentamentos… mas sem escritura. Essas famílias agora estão sendo atendidas [na pandemia] pelo Bolsonaro.”

“Eu vejo, sim, uma possibilidade de a parcela da população das pessoas que pensam que são de esquerda virem para o Bolsonaro porque perceberam no presidente uma pessoa preocupada com os mais pobres”, acrescentou Zambelli.

A deputada não explicou direito por que o clientelismo do Bolsonaro pai dos pobres é tão diferente –para melhor, segundo ela– do clientelismo do Lula pai dos pobres. Mas já deixou claro que aprova.

É o bolsopetismo de Carla “Lula” Zambelli.

Leia mais: OS NEGÓCIOS DE LULINHA: NÃO TEM CRISE PARA O 'FENÔMEMO'

Comentários

  • RICARDO -

    Essa cabecinha é um verdadeiro latifúndio improdutivo.

  • Moso -

    Vai ser engraçado ver JB passar a faixa à Moro.

  • Carmen -

    Essa é a “Gleisi” do Bozo

Ler 120 comentários