O branqueamento de Teodoro Obiang

O ditador da Guiné Equatorial, homenageado pela Beija-Flor, está sendo investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por branqueamento de capitais – e não há ironia nisso.

Segundo o G1, Teodoro Obiang tem “um imóvel no bairro Jardins, em São Paulo, de US$ 15 milhões; outro em Ipanema, na Zona Sul do Rio, de R$ 80 milhões; e um apartamento projetado por Oscar Niemeyer em Ipanema, estimado em U$ 10 milhões, que pertencia à construtora Andrade Gutierrez”.

O que se imagina é que os bens tenham sido comprados com dinheiro desviado da Guiné Equatorial. Mas ninguém se surpreenderia se os procuradores descobrissem que o desvio ocorreu também no Brasil, considerando que as empreiteiras da Lava Jato e o BNDES estão metidos nessa história.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200