O Brasil de Rocha Loures

O superintendente de Administração Penitenciária de Goiás, coronel da PM Victor Dragalzew, afirmou que “não ficaria bem” recusar o pedido de uma tornozeleira eletrônica feito por Rodrigo Rocha Loures.

Em coletiva há pouco, ele negou que esteja faltando tornozeleiras no estado ou que o ex-assessor de Michel Temer tenha “furado a fila”. Dragalzew, porém, reconheceu que em outros casos o atendimento não ocorre com a mesma rapidez.

Claro que não, coronel.

Faça o primeiro comentário