‘O brasileiro quando votou em Bolsonaro não imaginava que ele fosse virar FHC’, diz senador

‘O brasileiro quando votou em Bolsonaro não imaginava que ele fosse virar FHC’, diz senador
Arte: Joelto Mata

Integrante da tropa de choque do Palácio do Planalto na CPI da Covid, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) afirmou ao Papo Antagonista que o governo federal não pode ser julgado pela postura do presidente Jair Bolsonaro em relação à pandemia do novo coronavírus.

“Críticas contra o governo sempre vão existir. O governo não acerta sempre. Agora, o presidente tem o estilo dele, o jeito Bolsonaro de ser. E o povo brasileiro, quando votou no Bolsonaro, não queria transformá-lo em Fernando Henrique. Bolsonaro vai continuar sendo Bolsonaro”, disse o senador.

“Mas eu olho para as ações do governo. O que o governo está fazendo? Como que o governo agiu desde o começo? Como o Ministério da Saúde agiu desde a gestão Mandetta? Como o ministério vem agindo para dar suporte aos estados e municípios? Qual a estrutura que nós tínhamos? É isso que precisa ser analisado pela CPI”, complementou o parlamentar.

“Não se trata de fazer uma defesa personalista do presidente, mas das ações que o governo vem fazendo. E se tem erros, temos que apontá-los, condená-los e corrigi-los”, afirmou.

Mais notícias
TOPO