O butim no caixão

Alexandre Romano, o Chambinho, operador do PT no Ministério do Planejamento, acusou Luiz Gushiken de ter recebido propina pelo contrato da Consist.

Luiz Gushiken certamente participou do roubo, mas ele já morreu.

Como os procuradores da Lava Jato sabem que Chambinho está tentando enterrar a propina na cova de Luiz Gushiken apenas para proteger os petistas que continuam vivos, pediram ao juiz Sergio Moro para transformar sua prisão temporária em prisão preventiva.

Quanto mais tempo ele passar na cadeia, melhor.

Cemitério japonês

Faça o primeiro comentário