O ‘caixa dois sem corrupção’ de Sérgio Cabral

Sérgio Cabral e seu ex-secretário de Saúde Sérgio Côrtes estão sendo ouvidos hoje na Operação Unfair Play, que apura a compra de votos para o Rio sediar a Olimpíada.

Segundo o G1, o ex-governador do Rio disse que recebeu dinheiro do empresário Arthur Soares, o “Rei Arthur”, via caixa dois –foram R$ 5 milhões em colaborações não declaradas para campanhas entre 2002 e 2010.

Cabral afirmou ainda ter usado dinheiro de caixa dois para “fins pessoais”. Mas alegou jamais ter prometido obras públicas em troca de vantagens.

“O que eu não fiz foi [pedir] propina, agir como corrupto. Isso eu nunca agi.”

Nunca, nunquinha.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 18 comentários
  1. Recebi R$5 milhões em colaborações não declaradas, propina jamais, de Arthur “curtindo a vida em Miami” Soares, via caixa dois, para fins pessoais, jamais em troca de vantagens. EU NÃO SOU CORRUPTO!

  2. kkkkkkkk então foi assim, os empresários me davam 💰💰💰 pra campanha, mas depois de eleito, não dava NADA a eles. Dá pra acreditar? Isso cola na justiça? kkkkkkkk Cabral ou entrega tudo/todos ou mofe

  3. Braço direito de Cabral recebia R$ 150 mil para gerenciar propina https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/braco-direito-de-cabral-recebia-r-150-mil-para-gerenciar-propina-11122017

  4. Essa é a prova que faltava para demonstrar que Cabral não é corrupto nem ladrão. Ele nunca pediu propina. Os empresários é que davam essa “ajuda” espontaneamente.

  5. anjinho, um santo homem entupido de honestidade e honradez e que foi condenado devido a uma grande injustiça do Judiciário. Vagabundos, ladrões, pilantras corruptos. Que apodreçam na cadeia!

  6. Pra ter um Cabral e sua quadrilha governando o RJ por 8 anos! há 2000 anos atrás os cariocas e fluminenses devem ter atirado muita pedra na Cruz.. é a lei do retorno. Melhor rir pra não chorar.

  7. Por essas e outras é que se faz URGENTE revisão do CP e da Lei de Execução Penal. Tem que ter prisão perpétua e a não progressão de regime, nada de livramento condicional, indultos, saidinhas.