ACESSE

"O cara que está armado de fuzil no meio da rua tem que ser eliminado"

Telegram

“O cara que está armado de fuzil no meio da rua tem que ser eliminado”, disse o general Augusto Heleno, em entrevista à Crusoé.

Ele explicou como isso pode ser feito:

O sr. falou em nova legislação que precisará ser aprovada para fazer esse tipo de combate. Pode citar um exemplo?

Estamos brigando pela regra de engajamento.

O que é a regra de engajamento?

São as regras que devem ser seguidas contra, por exemplo, quem tem arma na mão. É quando você pode atirar, quando não pode. Como é possível que as forças legais tenham que esperar que um sujeito armado de fuzil atire primeiro — com uma arma de guerra melhor que a arma da polícia? Você espera e só depois reage? As organizações criminosas não respeitam as forças legais.

Seria o chamado excludente de ilicitude, que prevê acabar com punição para agentes de segurança que matam em combate?

O desfecho disso é o excludente de ilicitude. Mas a regra que permite que o comandante da cena autorize ou ele mesmo execute um cara que está armado de fuzil no meio da rua, ostentando essa arma e debochando da força legal, é outra coisa. O cara que está armado de fuzil no meio da rua tem que ser eliminado.

Leia a entrevista completa aqui.

A grande imprensa está atrasada no episódio do convite de Bolsonaro a Moro... Imagine o que ela está deixando de revelar para VOCÊ LEIA AQUI

Comentários

  • Maria -

    É claro que tem de ser assim. Pessoa andando nas ruas armados só podem ser bandidos! fogo neles.

  • Wagner -

    Avante meu governo, desse jeito nas próximas eleições terão 90% dos votos, inclusive com todos os topeiras que ousaram se eximirem, se acorvadarem e votarem nulo ou em branco.

  • JohnGalt -

    Isso! Apliquem a TOLERÂNCIA ZERO com criminosos, não importa quem! Lembre-se de Nov York, Rudolph Giuliani no início chegou a colocar um policial em cada esquina 24 horas por dia...

Ler 183 comentários