O carnaval de Flávio Bolsonaro

O carnaval de Flávio Bolsonaro
Governo do Rio/Divulgação

A nova gestão do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) até agora não substituiu 21 dos 22 membros exonerados na virada do ano do grupo especializado (Gaecc) responsável pela investigação do caso das rachadinhas, pelo qual Flávio Bolsonaro foi denunciado.

O novo procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, tomou posse no dia 15. Dois depois, exonerou a promotora de Justiça Patrícia Villela, que comandava o inquérito. Mas ninguém foi nomeado no lugar.

Mattos foi o primeiro colocado da lista tríplice do MPRJ e teve o nome aprovado pelo governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, que é próximo de Flávio Bolsonaro.

Leia mais: Leia agora as principais reportagens da nova edição da revista Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO