O caseiro Francenildo, sobre Palocci: “Poucos acreditaram, né?”

A rádio CBN entrevistou o caseiro Francenildo Costa, que teve o seu sigilo bancário quebrado pelo bando de Antonio Palocci, em 2006, depois de revelar que o então ministro usava uma mansão em Brasília para fazer lobby, repartir o butim da corrupção e promover festinhas de embalo.

“O sentimento é que na época eu sempre estava falando a verdade. Reunião lá teve, as festinhas teve. Aquela velha história que eu sempre afirmo e até hoje afirmo. Poucos me deram ouvido, poucos acreditaram, né?”, disse Francenildo.

Faça o primeiro comentário