O cerco está se fechando

Ministério Público Federal no DF, segundo a Veja.com, “concluiu que não houve justificativa para que o BNDES emprestasse 102 milhões de reais para o Grupo São Fernando, do pecuarista José Carlos Bumlai, em 2012, com a intermediação do Banco do Brasil e do BTG Pactual”.

O BNDES teve de ignorar normas internas para dar um empréstimo desse tamanho a uma empresa sem saúde financeira.

O cerco está se fechando.

Faça o primeiro comentário