ACESSE

O Chuchu de Ferro

Telegram

Geraldo Alckmin disse hoje ter conseguido economizar quase R$ 1 bilhão nos últimos três anos nas contas do estado de São Paulo.

Para reforçar seu discurso de responsabilidade fiscal, o governador citou Margaret Thatcher, a primeira-ministra britânica de 1979 a 1990, conhecida como Dama de Ferro.

“Acho que nós precisamos mudar a cultura. Margaret Thatcher dizia: não há dinheiro público, há dinheiro das famílias. Que é retirado da mesa, do lazer da família. Essa questão fiscal é hoje o centro da crise para a qual o Brasil foi levado”, declarou o tucano.

Comentários

  • Bruno -

    Parabéns ao governador mais uma vez colocando sua politica de reajuste fiscal em prática e dando muito certo, homem correto para o Brasil.

  • Getulio -

    No centro da crise está a impunidade, com que contam os cleptocratas dispostos a arruinar, sistematicamente, entidades estatais e paraestatais. Até o contribuinte sentado sobre os astros, distraído, percebe que o assalto ao erário, o estupro de empresas controladas pelo governo e o arrombamento de fundos de pensão implicam serviços públicos de menor valor socioeconômico. Até o contribuinte alienado reconhece que a ladroagem planejada em nível central poderia ser coibida por gente competente e honesta do Judiciário. Até o contribuinte mais desinteressado na gestão da coisa pública entende que é o seu dinheiro que contribui para enricar ainda mais bandidos fantasiados de políticos, gente que odeia a Lava Jato (et pour cause).

  • NOSSA -

    Campanha de Alckmin teve propina de Sabesp e Metrô, diz delator ... https://veja.abril.com.br/.../campanha-de-alckmin-teve-propina-de-sabesp-e-metro-diz... 5 de mai de 2017 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) (Divulgação/Divulgação). Em seu acordo de ... Essa é a primeira vez que a estatal paulista, que trata água e esgoto, é envolvida no esquema de corrupção. ... Já Alckmin teve o pedido de investigação remetido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ler 86 comentários