O CNJ é uma graça

O CNJ é uma graça: continua a mandar emails para juízes que ainda não responderam à pesquisa sobre como usam as redes sociais. Tudo para abastecer o grupo de trabalho criado por Dias Toffoli, para controlar o uso das redes por togados.

No email, o CNJ garante que as informaçōes coletadas serão “mantidas em absoluto sigilo” e que os participantes não serão identificados. Mas o acesso à pesquisa deve ser feito por meio de uma senha que é o CPF do juiz.

Uma graça, o CNJ.

Comentários

  • João -

    E a Imprensa ainda critica qualquer tentativa de se criar militância de direita, chamando de extremista. Ainda não perceberam que tudo que é ruim tem grupo e militância? O oposto tb tem que ter!

  • Massaaki -

    kkkkkkkkk... Que ingenuidade. Na vida privada ele tem direito a sua liberdade de pensamento e expressão; e à privacidade, como qualquer cidadão. Ética e legalidade no trabalho é outra coisa.

  • Brutus -

    É mais que uma graça, é uma palhaçada.

Ler 41 comentários