O comitê do TSE para combater fake news é fato ou fake?

O Estadão registra que o Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições do TSE, criado para discutir estratégias de combate à disseminação de fake news, se reunirá na próxima quarta-feira para fazer um balanço das ações no primeiro turno.

Será a primeira reunião do comitê em quatro meses.

O conselheiro Thiago Tavares, presidente da associação SaferNet Brasil, disse:

“Preocupa o fato de estarmos a poucos dias do primeiro turno e até agora não ter sido anunciada nenhuma punição ao financiamento das fábricas de notícias falsas e fazendas de robôs, que atuam de forma coordenada para espalhar desinformação, causar dano e confundir o eleitor.”

Bolsonaro aposta no Nordeste; o poste contra-ataca. Saiba dos bastidores AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. A coligação povo feliz….pediu ao twitter Brasil, facebook e google retirassem 222 conteúdos da internet, o ministro considerou apenas 1 com publicação inverídica. Fonte: TSE.jus.br 11/10/2018

Ler mais 50 comentários
  1. A coligação povo feliz….pediu ao twitter Brasil, facebook e google retirassem 222 conteúdos da internet, o ministro considerou apenas 1 com publicação inverídica. Fonte: TSE.jus.br 11/10/2018

  2. Luz já deixou claro que poderá usar de denúncias de fakenews para anular a eleição. Assim sendo, esse comitê parece ter sido criado com um propósito e para ser acionado apenas no momento certo.

  3. Açōes da Facebook despencaram vertiginosamente quando Zuckerberg foi responsabilizado por fakes no Facebook, em interregoção no congresso americano. Controla-se fakes acionando suas fontes.

  4. Essas comissões e todas outras são na verdade “comessões ou começões”(não existe no aurelio ainda) de dinheiro dos cofres da”viuva”. Servem para P@orra nenhuma.Chapa puro Sangue FFAA 1ºTurn

    1. Até pq a geração q inventou os computadores está na casa dos 70 anos hoje. O fato é q no TSE só tem incompetente pendurado.

    2. não é questão de idade física e sim mental. Eu conheço gente com 70 anos que arrebenta em informática e novas tecnologias.

    1. Há uma lista difamatória com inverdades contra Haddad. E’ crime, e WhatsApp pode ser punido por permitir seu instrumento de comunicaçao usado pra fins criminosos.

  5. Sem falar que o dinheiro do fundo partidário foi utilizado para a confecção de santinhos e propagandas no rádio/TV com a presença do CRIMINOSO LULA. Nosso dinheiro. T$E aparelhado de comunas.

  6. hahahahahahahahahahahahahahaha as grandes fake news são geradas pelo PT, PSOL, PSDB e o TSE não tem força, nem colhões para fazer nada contra poderosos. Se for para pegar o Zé das Couves, eles pe

  7. O TSE é um lixo forrado de petistas. Um cabide de emprego sem credibilidade. Fizeram aquela lambança até a última hora sobre o chefe de quadrilha Lula e tudo que “julgam” é sempre recorrido p

    1. Esclarecendo: usar WhatsApp pra fakes difamatórios, deturpa a imagem do veículo, que pode ser responsabilizado legalmente por nao ter dispositivo a evitar o crime, como com Zuckerberg em F.B.

    2. Eles não tem coragem de ir contra milhões!!! Se fizerem isto, será o fim de Brasília! Vamos invadir aquela porra e derrubar tudo!

    1. O combate ao fakes começou na California, Vale do Silício. Informe-sem pra nao perder seus WhatApps e comunicaçao gratuita.

  8. A única coisa FAKE nesse país é o T$E. O criminoso LULA está há mais de 2 meses na propaganda eleitoral no rádio e TV. Santinhos, panfletos, folders, adesivos com sua foto. Ô Thiago, VTNC.

  9. O “Combate às Fake News pelo TSE” nas eleições de 2018 foi a notícia falsa mais grave, mais deletéria, mais danosa, mais corruptora da Democracia dentre TODAS, incluindo até o “Lula-13” nos

  10. O TSE está falido, não FISCALIZA nada, quando os DOADORES eram empresas eles não fiscalizavam, eram poucas. Hoje somente pessoas físicas podem DOAR, que são MILHARES, imaginem se o TSE vai fiscal

    1. Fakes colhidos por comitê no Vale do Silício compōe prova de que WhatsApp vem sendo usado como instrumento a crimes de difamação, lei pertinente ao território americano também.

    1. Ao baixar WhatsApp, assinamos termo legal de uso devido do mesmo. Fakes difamatórias corrompem o compromisso, em crime afetando o difamador e a reputaçao do veículo, e de seus lucros.