ACESSE

"O conteúdo não teve o devido esclarecimento", insiste senador que confrontou Moro em audiência

Telegram

O senador Fabiano Contarato (Rede), que confrontou Sergio Moro em audiência recente no Senado, comentou com O Antagonista a prisão de acusados de invadir os celulares do ministro da Justiça e demais autoridades.

“É grave a invasão de privacidade de autoridades e de qualquer cidadão. Tudo deve ser apurado. Se houver provas desse crime, os suspeitos devem ser processados e julgados.”

Ele emendou, porém:

“No entanto, todo o conteúdo que vem sendo apresentado pela imprensa sobre a quebra da imparcialidade do então juiz Moro, ainda, não teve o devido esclarecimento. As mensagens divulgadas sobre esse caso do ex-juiz, atual ministro da Justiça, têm sido checadas por jornalistas de mais de um veículo de informação, títulos da maior respeitabilidade, e todos têm apontado que são verdadeiras.”

E mais:

“O que importa à sociedade brasileira é a verdade. Só poderemos caminhar para fortalecer as nossas instituições, vencer essa crise de credibilidade que está prejudicando o país, quando passarmos tudo a limpo.”

Exclusivo: 3 semanas antes de Toffoli travar investigações baseadas em dados do Coaf e da Receita, o Fisco pediu explicações a empresas que contrataram os serviços do escritório da mulher dele. LEIA AQUI

Comentários

  • Anderson -

    Vá se fuder, vagabundo!

  • Roberto -

    Quem é mesmo esse Contarato? Tem alguma aproximação com rato? Conta rato? Sei...

  • Paulo -

    Senador, até o momento, não foram comprovadas pericialmente (cientificamente) que as supostas memsagens são autênticas. Não seja leviano, pode parecer que vc só quer defender bandido preso. rsss

Ler 179 comentários