O custo da farra do PT no exterior

Telegram

Lula e Dilma despejaram em países governados por regimes ‘amigos’ mais de R$ 50 bilhões do BNDES – e pelo menos três governos já começaram a dar calote.

A maior parte desse dinheiro bancou obras da Odebrecht em Angola, Venezuela, República Dominicana e Argentina.

Em seu acordo de leniência internacional, a Odebrecht admitiu que pagou propina a autoridades desses países, inclusive financiando campanhas políticas. Mas não é só isso.

Em agosto, O Antagonista mostrou que o TCU tem indícios de que os empreendimentos foram superfaturados, levando o BNDES a liberar mais recursos do que o necessário.

Está claro que esse dinheiro não foi apenas para o bolso de ditadores amigos do PT.

Exclusivo: TCU suspeita de superfaturamento em obras bancadas pelo BNDES no exterior

Comentários

  • Gianinni -

    É preciso fechar o BNDES! A potência Estados Unidos foi construída por empreendedores livres sem o peso da burocracia e de altos impostos. No Brasil tudo é controlado pelo Estado que ainda cobra altos impostos, somo quase um país comunista como queria Lula, por isso somos tão atrasados.

  • Gianinni -

    É preciso fechar o BNDES! A potência Estados Unidos foi construído por empreendedores livres sem o peso da burocracia e de altos impostos. No Brasil tudo é controlado pelo Estado que ainda cobra altos impostos, somo quase um país comunista como queria Lula, por isso somos tão atrasados.

  • Sao -

    Mas esse foi exatamente o plano do Lularápio! Quem empresta pra país fudido é pra não receber, certo? Mas a obra foi feita, os pixulecos distribuídos aqui e lá. Agora chegou a hora de rasgar a fantasia e espetar a conta na nossa bu_n_da…

Ler 42 comentários