Quanto custa um juiz (ao Estado)

O custo médio mensal de um magistrado foi de R$ 47,7 mil ao longo de 2016, segundo o levantamento “Justiça em Números”, divulgado hoje pelo Conselho Nacional de Justiça.

O teto salarial é de 33,7 mil reais, a remuneração de um ministro do Supremo.

Os dados dizem respeito a 90 tribunais. Os ministros do STF não foram incluídos no levantamento.

16 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Tem muita gente dizendo que o número é falso. Mas a verdade supera os mitos. Esse valor é o custo para o Estado, o que inclui a contribuição patronal, que sequer faz parte do salário do magistrado.

  2. É pra rir??? Que papinho quáquá… Cadê aquela lista de coisas que qualquer idiota sabe que eles recebem?Algo como auxílio-moradia, auxílio-alimentação, gratificações, auxílio-saúde e, ainda, outros benefícios, como ganho de produtividade por aulas em escolas da magistratura, cargos de direção e ajuda de custo para se instalarem em outras cidades… Acham que acabou? Rá! Há inúmeras ‘vantagens eventuais’ que eles não descrevem nem sob tortura… A tal da LAI é uma palhaçada onde este grupinho de gente ‘que pratica a Justiça’ não abre o bico a respeito dos proventos recebidos. Nossa ‘Justiça’ não é mais limpa do que nossa política. Não mesmo. Hoje, esta despesinha individual, não é menor do que 170Mil, isso sem contar os serviçais disponíveis (muitos!), que não raras vezes, são parentes, amigos, conhecidos… Uma beleza de Justiça! Há exceções? NÃO! A exceção é aquele que trabalha para cumprir o que condiz com sua posição (sem abrir mão dos proventos, claro!). O que, aliás, não é mais do que uma obrigação de qualquer trabalhador, em qualquer área. Lava Jato? Pergunta aos juízes se eles aceitam redução dos proventos a um montante condizente com a moral em um país pobre. Só rindo… Condenar quem rouba o Estado, quando se ganha um valor destes, é no mínimo um contrassenso moral. Por falar em Justiça, quando Lula será preso mesmo?

  3. É mesmo??? Tá! Faltou comentar a respeito do auxílio-moradia, auxílio-alimentação, gratificações, auxílio-saúde, carro, combustível, seguranças (quando necessário) e, ainda, outras ‘coisitas’ como aulas em escolas da magistratura, cargos de direção e ajuda de custo para se instalarem em outras cidades. Há juízes que ganham mais de 159Mil e, não são pouquíssimos, como muitos fazem querer aparecer. É uma conta alta demais para um país como o Brasil e, deveria ser exatamente quem abre a boca para falar em Justiça que deveria ter ética para mudar isso. Eles aceitam redução, dentro do que é justo e condizente? CLARO QUE NÃO!!! São apenas outro grupo de gente que suga o Estado. Por isso, não idolatro nenhum, nenhum mesmo. Fazer a Justiça acontecer, nada mais é que uma simples obrigação de um funcionário do povo, que recebe um exorbitante montante para isso. Tenho nojo desta gente, que se acha acima de tudo e todos e, sangra o Estado, exatamente como os políticos. Talvez, até pior; nunca se sabe.

    1. O ‘legal’ aqui, é que você publica e o site some com o comentário. Depois, publica e republica. E você, fica com aquela cara de idiota que escreveu duas, três vezes, a mesma coisa… Pô, resolvam isso.

  4. “Coincidentemente” os 3 maiores rendimentos médios estão no RJ, MG e RS – os estados quebrados que agora tentam renegociar as dividas com a União…

    TJRS – 45.740
    TJMG – 64.993
    TJRJ – 65.691

  5. O ministro do STF ganha somente o teto?? Kkkk.
    Ao teto têm que ser somados: custos da residência oficial (água, luz, iptu, empregados etc.), do transporte oficial (gasolina, manutenção), das passagens aéreas, das refeições servidas, da segurança pessoal etc..
    A Cármen Lúcia está considerando todo esse custo quando propala que ganha no teto?

  6. País RICO é OUTRA história né? Afinal o salario mérdio do brasileiro beira os 30.000 reais então tá normal, duro se fosse a realidade da VENEZUELA onde se ganha menos de 1000 reais por mês.

    SEM piada, mas que pouca vergonha esse salário de JUIZES que tem CARGOS VITALÍCIOS e ainda acham que ganham pouco e pediram reajuste em PLENA CRISE que a Ministra do STF barrou.

  7. MENTIRA! Desde quando esse CNJ pelego tem alguma honradez pra falar alguma coisa!
    Judiciário Federal brasileiro custa R$ 80 bilhões por baixo. Fora o MPF e a PGR.
    Como pode num país onde um empregado ganha em média um salário mínimo – R$ 900,00 – alguém ganhar R$ 47 mil por mês?
    Funcionário público no Brasil jamais poderia ganhar 10x mais do que o salário mínimo. Questão de JUSTIÇA SOCIAL, de finances públicas!
    Já passou da hora do Brasil acabar com o LUXO e a MORDOMIA dessa CASTA PRIVILEGIADA, da ELITE econômica do país, que NÃO PRODUZ UM ÚNICO TOSTÃO PARA O PIB, SÓ GERA DESPESAS!

  8. .
    É MENTIRA!!!!!
    Nosso judiciário custa algo em torno de 1,5% do PIB!!!!
    O judiciário nos EUA, Canadá, Inglaterra, Alemanha e França
    custa menos de 0,2% do PIB.
    ACORDA, BRASIL!!!
    TEMOS UM JUDICIÁRIO CORRUPTO, MOROSO E CARÍSSIMO!!!!
    .

    1. Você está confundindo o custo do magistrado com o custo do Judiciário. Neste último você tem que incluir o custo com os servidores. Há servidores em excesso e por isso o custo do Judiciário é alto. Não é por causa do salário do juiz.