O delator de Palocci é outro

O delator que pode esclarecer o repasse de R$ 2 milhões para a campanha de Dilma é Fernando Baiano, segundo o Estadão. Baiano, que também negocia os termos de sua delação premiada, é quem saberia os segredos do suposto pedido de doação feito por Antonio Palocci para a campanha da petista em 2010.

Ontem, Alberto Youssef disse que “outro delator” esclareceria em breve o episódio. Alguns jornais sugeriram que poderia ser Ivan Vernon.

O Antagonista não tem preferência por delatores, desde que entreguem Dilma e Palocci.