O delator que se retratou

Os delatores da Andrade Gutierrez levaram Sérgio Cabral para Bangu.

No caso da campanha de Dilma Rousseff, o presidente da empreiteira, Otávio Azevedo, fez o contrário: desmentiu tudo o que já havia delatado anteriormente.

O advogado do PT, que defende Janete no TSE, disse ontem à noite:

“Otávio Azevedo fez uma retratação, ou seja, ele reconheceu claramente que não existiu nenhuma propina e nenhuma irregularidade na campanha presidencial de Dilma Rousseff e Michel Temer. Portanto, ele se retratou perante a Justiça Eleitoral.

Hoje cai por terra toda e qualquer acusação de irregularidade na arrecadação de campanha de Dilma e Michel Temer”.

A Andrade Gutierrez, é claro, não está defendendo o mandato de Dilma Rousseff, e sim o de Michel Temer.

Por qual motivo?

Simples: Sérgio Cabral foi mandado para Bangu e Janete para Porto Alegre, mas Michel Temer continua no Palácio do Planalto, manobrando para enterrar a Lava Jato e retomar os negócios das empreiteiras.