O desespero do PT na Câmara

Enquanto isso, na Câmara dos Deputados, o desespero do PT transborda para a deliquência. Como o regimento da Câmara impede que haja mais do que cinco CPIs funcionando simultaneamente, para tentar evitar a da Petrobras, o PT recorreu ao PR e ao PSOL, para tirar CPIs da cartola o mais rápido possível. O PR apresentou um requerimento para instalar uma comissão de inquérito sobre pesquisas eleitorais e o PSOL, uma para investigar planos de saúde. O PT, por sua vez, propôs três, para completar o “quinteto mágico”: uma para investigar a violência no Brasil, outra para investigar a violência contra jovens negros e uma terceira para apurar os problemas do sistema carcerário.

A delinquência não funcionou. Eduardo Cunha, presidente da Câmara, disse que não havia tido tempo para analisar os pedidos do PR, PSOL e PT e, por esse motivo, estava criando somente a CPI da Petrobras. O seu objetivo agora é alijar o PT do comando da comissão, entregando a presidência e a relatoria ao PMDB.

O PT tentou tirar 5 CPIs da cartola,

mas Cunha impediu a mágica

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200