O desfecho da chapa Dilma-Temer

De um jurista renomado que conhece bem as nuances do Judiciário em Brasília:

“Esse processo (da chapa Dilma-Temer) vai demorar ainda mais, vai acabar parando no Supremo, claro. Então, é muito pouco provável que o caso tenha um desfecho jurídico antes das próximas eleições, em 2018.”