O despacho de Barroso envolvendo Temer

Luís Roberto Barroso, do STF, intimou a PF a enviar a Michel Temer as perguntas no inquérito que apura irregularidades no decreto dos portos, como registramos há pouco aqui.

Eis o despacho do ministro:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 12 comentários
  1. ÓTIMO,
    É IRRELEVANTE se Barroso é esquedista, importa que Temer pague por seus crimes,
    e que saia Imediatamente.

    aos ABESTADOS que dizem a estupidez ‘ai entra Lula ou um esquerdista’, vocês fumam crack ??
    Se Temer Sair, a única coisa que acontecerá é antecipar uns 3-4 meses a eleição, e ai Teremos ou Bolsonaro ou u Doria (o que seria lamentável, um Conservador é a ÚNICA solução para o Brasil).

    para quem não entendeu O DRÁCULA ESTAVA COAGINDO A PF para não enviar o Questionário ao STF, ou seja, o PODER DO MAFIOSO que já várias vezes AMEAÇOU trocar Daiello.. ‘esquecer” de algo assim é impensável.

  2. Temer deve pagar pelos erros, mas, se o tiram antes do fim do mandato, é a senha perfeita para estes comunistas voltarem ao poder. Dinheiro eles roubaram o suficiente para “aproveitarem” qualquer tipo de vacilada

  3. Contra O PRESIDENTE Temer uma foba danada , e condenado Nove Dedos . Renan e amis um bando de corruptos mortadelas livres e soltos e fazendo campanha politica antes do tempo, que diga a caravana do condenado

  4. Luis Roberto Barroso virou ministro por defender Cesare Battisti o terrorista comunista.
    Sempre irá trabalhar pelo socialismo ademais recebe $$$/ do George Soros para espraiar a ideologia de gênero.

  5. Que rigor com o Temer! O mesmo não se dá contra a cumpanherada e tampouco contra o terrorista Batistti. Afora o ativismo político, que beira a partidarização aberta. E os processos contra a Dilma e Lula ainda das falcatruas do impeachment estão ¨arquivadas¨?

    1. Impossível Sonia. Ele foi colocado lá pra isso. Aposto que por debaixo daquela toga ele está usando uma camiseta com a cara do Che Guevara.