ACESSE

O destaque que pode desidratar a reforma em mais 109 bilhões

Telegram

Um dos destaques apresentados à reforma da Previdência e que pode ser votado hoje foi apresentado por Alvaro Dias (Podemos), que tenta retirar da reforma as regras de transição e o pagamento de pedágio (tempo adicional de contribuição) para aposentadoria dos trabalhadores.

A mudança resultaria em uma desidratação estimada em cerca de R$ 109 bilhões.

“Nós votamos uma reforma da Previdência necessária, mas de sacrífico. Nós queremos minimizar a dor e reduzir um nível de injustiça que há nesta Previdência. Não podemos tratar os trabalhadores com discriminação. Por que um pedágio de 100% para trabalhadores e de apenas 17% para militares e 30% para nós, parlamentares? É uma afronta à simetria, discrimina e provoca uma injustiça. É uma dificuldade que se coloca para o trabalhador que quer se aposentar”, argumentou o senador à TV Senado.

Segundo Dias, o governo tenta empurrar a votação deste destaque para a semana que vem.

Exclusivo: hacker da Lava Jato tentou vender mensagens roubadas da Lava Jato. LEIA AQUI

Comentários

  • Ademar -

    Porquê no Brasil sempre o mais pobre tem que pagar a conta???? A justiça, os políticos, os militares, os servidores públicos os que mais ganham e os que menos contribuem. Até quando???

  • Lula&Bozo_contraBras -

    Votei em Álvaro Dias pra presidente... O Brasil perdeu ao eleger um bost.a e sua família de bandidos.

  • Rodolfo -

    Álvaro Dias, Randolfe Rodrigues... todos membros do “Muda” Brasil, que nada mais passa de um bando de políticos FDPs tentando enganar a população. São os ídolos do Antagonista!

Ler 66 comentários