O dia do “tchau, querida”

Cronograma (previsto) do dia do afastamento de Dilma Rousseff:

– 9h às 12h: abertura da sessão e início dos discursos;

– 12h às 13h: pausa;

– 13h às 18h: segundo bloco de discursos;

– 18h às 19h: pausa;

– 19h: terceiro bloco de discursos e previsão de início da votação.

“Tá bom. Tchau, querida”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 30 comentários
  1. Errado, é problema d falta d representação, só temos partidos d esquerda. Nos eua, e na futura república socialista da europa, a suposta direita vai votando + a esquerda dizendo q o estado resolverá tudo, parlamentarismo e voto distrital já ñ estão funcionando na inglaterra, vide tamanho da dívida gingatesca do país e o partido ukip d direita (sendo chamado d extrema) ñ recebendo as cadeiras proporcionais aos votos q receberam, por conta do distrital. Sem um partido q aponte o estado como um parasita, q tenha visão no longo prazo, q combata organizações externas q interferem no país ñ dá!

  2. Não vivemos apenas a crise de um partido ou de um governo, mas a da Sexta República, iniciada em 1985. Estamos na sexta tentativa, sob a sexta (ou sétima) Constituição republicana, já com quase 100 emendas! República sintomaticamente imposta à base de traição, mentira e golpe. Se observarmos, com a mente aberta, sem preconceitos, filtros, sectarismos, estereótipos, deboche ou ironias, o Império do Brasil, em especial o Segundo Reinado (Dom Pedro II) e os grandes planos para o Terceiro (Princesa Isabel), vamos concluir que perdemos não muito, mas tudo. Estamos pagando por esse erro até hoje.

  3. Culpa de um país cujo o povo permite isto pois está enraizado na sua cultura o jeitinho. O sonho dourado do brasileiro médio é ganhar para não fazer nada. Se encostar em um esquema qualquer e não ter dor de cabeça. É crer que o deus estado resolverá magicamente todos os seus problemas. É ter quase 100 partidos políticos e todos de esquerda ou flertando com a esquerda. O problema do Brasil não é o sistema político (presidencialismo ou qualquer outro) mas o brasileiro e sua mentalidade tacanha. Dentro da população existem milhares de Lulas e Dilmas.

  4. Recomendo humildemente a todos o recente e interessante “Guia Politicamente Incorreto dos Presidentes da República”, de Paulo Schmidt, da editora Leya. E o programa “Direito sem Fronteiras” (TV Justiça), com pouco mais de 25 minutos de duração, exibido originalmente no dia 09 de novembro de 2015: https://www.youtube.com/watch?v=MS4f_H7P2P8

  5. “Afinal, ao fim e ao cabo, será que a Inglaterra é mesmo uma Monarquia? E será que somos mesmo uma República?” (“A relevância da Monarquia”, de Alexandre Gustavo Melo Franco Bahia – 30/04/2011). Texto completo – http://www.direitolegal.org/artigos/a-relevancia-da-monarquia/

  6. Nestes dias sombrios em que fica evidente a falência da “República” presidencialista (verdadeira fábrica de crises e instabilidade em pleno funcionamento desde o trágico 15/11/1889), vale a pena refletirmos, com a mente aberta, sem preconceitos, filtros, sectarismos, estereótipos, deboche ou ironias, sobre as palavras de Bruno Garschagen (vídeo com menos de três minutos de duração), autor de “Pare de acreditar no governo: Por que os brasileiros não confiam nos políticos e amam o Estado”, da editora Record: https://www.youtube.com/watch?v=CveNtfHgU_M

  7. Ora, tudo normal na “República” proclamada no fatídico 15/11/1889 (que nada mais foi que a desforra pelo 13/05/1888). “Ao inaugurar uma dinastia de generais ditadores, que se revezam no poder com civis populistas, o Marechal Deodoro instaurou abaixo do Equador a maior República de Bananas da história” – Jornal Opção, edição 1902, 18 a 24 de dezembro de 2011, “Sem rei nem lei – A República do pão e circo”, de José Maria e Silva. Texto completo em: http://www.jornalopcao.com.br/posts/reportagens/a-republica-do-pao-e-circo

  8. “Os militares combateram apenas o terrorismo…”[sic], “…a conta está devasada”[sic], “Os ministros dos militares eram 11, sabíamos os nomes de todos”[sic]. Diogo e equipe O Antagonista, quando vocês se dão conta de que esse é o perfil do leitor do site, dá uma vontade de desistir?

  9. Coalizões podem ser feitas baseada em interesses pessoais ou públicos. O erro não é o modelo, é a falta de participação da sociedade, que faz com que qualquer modelo abra margens para roubalheiras e impunidade. Mas basta a sociedade reagir e cobrar que eles votam do jeito que quisermos, afinal, é para isso que serve representatividade no final das contas.

  10. Os militares combateram apenas o terrorismo e não o comunismo, até foram socialistas criando enormes estatais. FHC como bom socialista estimulou o crescimento do MST, privatizou algumas imaginando um governo sucessor também “socialista honesto e competente”: Daí, surgiu o PT, que vampirizou todas, o resto todo mundo sabe.

  11. IH! mas se ele só contabilizou os ministros dos três primeiros meses do segundo mandato da dilma então a conta está devasada. E a superprodução de pseudoministros, alcançando, duplicando e triplicando a meta nos últimos meses, nomeados num dia e já substituídos por outro no dia seguinte? Deve dar para contar uns 150.

  12. DILMA, LULA,MANTEGA E O RESTO DA GANG SERÃO JULGADOS POR CRIMES DE LESA-PÁTRIA,TRAIDORES DA PÁTRIA E TALVEZ ATÉ POR ESPIONAGEM. SÃO VERDADEIROS PÁRIAS DA SOCIEDADE.

  13. A culpa não é do presidencialismo de coalizão,segundo Avritzer. O problema é a coalizão dar-se não em torno de propostas que deveriam abranger os programas de governo do partido candidato ao apoio parlamentar, mas sim basear-se nesse odioso toma-lá-dá-cá fisiológico onde, em troca de votos, entrega-se ministérios de porteira-fechada, não importando o mérito da pauta a ser votada. Isso é mero detalhe, mas que revela a significativa deterioração da atividade parlamentar neste país.

  14. lula não teve problema com “qualificação” da mão de obra, pq o entendimento dele do termo é diferente do nosso. O rodízio nos governos dele foram por acochambramento, e não por ajuste de perfil.

  15. Bom, agora façamos as conta$ de quantos milhões foram desviados por ministro para então chegar ao cálculo do desvio total em bilhoes ! Acho que no governo Dilma o valortotal bateu um recorde olímpico, como nunca antes na história desse pa´si !

  16. Mais do mesmo. A LAVA JATO vai implodir o núcleo do PMDB. Todos os caciques mancomunados com 13 anos de petismo operante tem de ser levados ao xilindró urgentemente (Junto com o PT e o PSDB!). Ou esse senhor age certo uma vez na vida, ou não vai governar por 48 horas. NÃO REPRODUZA A CARTILHA DE LOTEAMENTO MINISTERIAL ADOTADA PELO TUCANO-PETISMO. CORTE MAIS DE 12 MINISTÉRIOS! ENXUGUE! PONHA TODA A MILITÂNCIA PRA CASA! NÃO AOS CARGOS COMISSIONADOS! MENOS ESTADO! DO CONTRÁRIO, POVO VAI TOMAR AS RUAS E O TEMER DEVE CAIR URGENTEMENTE!! MENOS ESTADO – JÁ!!!