Delegado no limbo

Mais cedo o Antagonista foi alertado de que o delegado Eduardo Mauat teria sido afastado da Lava Jato. Um grupo anticorrupção chamado Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos redigiu uma carta aberta solicitando esclarecimentos do ministro José Eduardo Cardozo. Órgãos da imprensa tradicional deram eco ao manifesto. Mauat não foi afastado. Ele estava na Lava Jato convocado, pois seu posto de origem é o Rio Grande do Sul. Ocorre que a ordem de missão policial dele caducou em 31 de julho. A demora na renovação é normal, segundo a ADPF, a associação de delegados. Coisas de serviço público.

Mauat é fundamental na investigação contra Lula. Ele disse ao Estadão que tirou uns dias para descansar. O Antagonista espera agora a decisão da Direção Geral da PF, que está reunida para discutir o tema.

O bom senso recomenda a renovação do “mandato” de Mauat na Lava Jato.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200