Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O dinheiro não era para a educação das criancinhas", diz deputado

O deputado Paulo Martins (PSC), que votou contra a PEC do Fundeb, na semana passada, também comentou com O Antagonista a operação de hoje no Piauí, que tem como alvo a deputada Rejane Dias, mulher do governador do Piauí, Wellington Dias, ambos do PT.

Segundo as investigações, em 2015 e 2016, agentes públicos da Secretaria de Educação, comandada por Rejane Dias, se associaram a empresários do setor de locação de veículos para o desvio de, no mínimo, R$ 50 milhões do Fundeb e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate).

“No Brasil, é assim: nunca se fala em como gastar dinheiro público, mas em quanto gastar. Sempre houve inúmeras denúncias sobre desvios no Fundeb, mas nunca deram grande atenção a isso. Mesmo com o dinheiro sendo drenado pela corrupção, aprovamos um aumento.”

Martins acrescentou, alfinetando, especialmente, o Partido dos Trabalhadores:

“Parece que a operação de hoje mostra o real motivo do PT comemorar tanto a aprovação. O dinheiro não era para a educação das criancinhas, era para o deleite dos malcriados, dos malfeitores do partido.”

Leia aqui e aqui a opinião de outros deputados que votaram contra a PEC do Fundeb, que deverá ser analisada no Senado na primeira semana de agosto.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO