O dinheiro sumiu

Paulo Ferreira, o tesoureiro do PT preso pela Custo Brasil juntamente com o marido de Gleisi Hoffmann, Paulo Bernardo, deve continuar na cadeia porque não conseguiu pagar a fiança de 1 milhão de reais.

Como disse o Estadão, “a prisão de Ferreira foi revogada por Sergio Moro há uma semana, mas o ex-tesoureiro permanece atrás das grades porque não fez o recolhimento do valor estipulado”.