O domingo da propina de Walter Torre

Depoimentos de Ricardo Pernambuco e Roberto Capobianco desmentem Walter Torre, que negou ter recebido R$ 18 milhões para desistir da concorrência do Cenpes, da Petrobras.

Eles descreveram uma reunião com representantes das empreiteiras que integravam o Consórcio Novo Cenpes, liderado por OAS e Schahin, na qual ficou definida a realização do compromisso ilícito com a WTorre.

“O acerto final foi realizado pelo executivo Léo Pinheiro junto a Walter Torre, que aceitou a oferta de R$ 18 milhões, em um encontro pessoal realizado num domingo.”

Faça o primeiro comentário