ACESSE

O dono da bola

Telegram

Jair Bolsonaro tem dois para-raios no caso do Coaf: o primeiro é Fabrício Queiroz, o assessor de Flávio Bolsonaro que movimentou o dinheiro, e o segundo é o próprio Flávio Bolsonaro.

O general Hamilton Mourão, em sua entrevista exclusiva à Crusoé, explicou:

“Por enquanto eu não tenho, como eu vou dizer, elementos para emitir um juízo de valor nisso daí. Eu não sei até que ponto o Flávio tinha conhecimento. Porque, presta atenção, o dono da bola se chama Queiroz. Ele é o dono da bola. É o dono da bola. Esse cara tem que vir a público e dizer. Ou ele diz: ‘Não, isso era um esquema meu, que eu arrumei emprego para esse povo todo aqui e eles me pagaram’, ou ele diz que a culpa é do Flávio”.

QUAL É O PAPEL DOS MILITARES NO NOVO GOVERNO? VOCÊ PRECISA ESTAR POR DENTRO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO NO PAÍS LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 88 comentários