ACESSE

O e-mail que condena Lula

Telegram

A prova de que o departamento de propinas da Odebrecht pagou o prédio do Instituto Lula está num e-mail de 9 de setembro de 2010.

Nele, Marcelo Odebrecht autoriza Paulo Melo a entrar em contato com Hilberto Silva e debitar o pagamento do imóvel da conta-propina de Lula.

Diz o UOL:

“Ao anexar os e-mails, a defesa de Marcelo Odebrecht destaca uma mensagem do empresário, datada de 9 de setembro de 2010, em que diz a Paulo Melo que o custo de três pagamentos do ‘Projeto Institucional’ devem ser debitados de ‘uma conta que HS mantém e debita a 3 fontes distintas’.

Segundo o advogado de Odebrecht, “a ‘conta’ se refere à ‘Planilha Italiano’, o que corrobora a afirmação de que os valores foram debitados daquela ‘conta corrente’, que, à época, tinha justamente 3 fontes.

Os três pagamentos estão detalhados em e-mail anterior do próprio Melo, datado de 8 de setembro de 2010. Têm o mesmo valor: R$ 1.057.920, totalizando R$ 3.173.760.

Na mensagem do dia 8, Melo pede para que Hilberto e Ubiraci Silva, também delator, programem os pagamentos para os dias 23 e 30 de setembro e 7 de outubro daquele ano.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 55 comentários