O efeito-cascata do STF

No Distrito Federal, o Conselho Especial do Tribunal de Justiça decidiu enviar à primeira instância o inquérito contra a deputada distrital Telma Rufino, do PROS, acusada de falsificação de diplomas.

É o efeito-cascata da decisão do STF que restringiu o foro privilegiado para os parlamentares federais.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Fernando Costa da Silva disse:

    Tem gente que frequenta o banheiro a cada 3 horas.

Ler comentários
  1. O GILMAR MENDES AVISOU !!! disse:

    GILMAR MENDES AVISOU QUE SERIA UM GRANDE ERRO QUE O STF COMETIA, POIS PODERIA ACONTECER ESSA CATÁSTROFE..., OU SEJA, CORRUPTOS SENDO PRESOS NUMA PROPORÇÃO MAIOR À SUA CAPACIDADE DE LIBERTAR !!! SÓ COBRINDO ESSE SAPÃO DE P0RRADA MESMO !!!

  2. Ita disse:

    Mas e aí ? Não há surcursal nos Estados e municípios. .....a roubalheira vai continuar.

  3. O Estado de S.Paulo | Editorial | 14.05.18 disse:

    Na República, não existe poder sem controle. . Mais do que decisões judiciais, os ministros do Supremo parecem votar Propostas de Emenda à Constituição (PECs), o que é competência do Legislativo, e não do Judiciário. . Essa inacreditável desídia do Legislativo em defender suas prerrogativas evidencia, uma vez mais, a qualidade da atual composição do Congresso. Em regra, os parlamentares estão muito aquém do que o cargo exige. . O cidadão deve ser responsável com o seu voto, não pondo no Congresso quem não defende o próprio Congresso.

  4. Macaco velho disse:

    As prefeituras estão forradas de funcionário com diplomas falso, mas o que importa é o erário.

  5. carlão cansado disse:

    E a Gleise lulla Hoffmann??? Cade o processo dela???

  6. Felipe Mendes disse:

    A Dilma não falsificou seu diploma também?