O embrião do petrolão

Elio Gaspari deu a entender que o dono da Etesco quer contar tudo o que sabe à Lava Jato.

Dois meses atrás, O Antagonista publicou o seguinte post sobre a empreiteira:

O delator Fernando Moura explicou que o Petrolão nasceu quando a Etesco indicou-lhe Renato Duque para a diretoria da Petrobras.

A Etesco passou a negociar contratos com grandes empreiteiras, como a OAS, mas continuou a participar das obras.

Em 2011, por exemplo, quando o homem de Renato Duque na Sete Brasil, Pedro Barusco, encomendou 29 sondas para a Petrobras, a Etesco associou-se à OAS, na Atlas, e tornou-se sócia-operadora do empreendimento, juntamente com gigantes como Odebrecht e Queiroz Galvão.

A empreiteira do PT tem muito a contar à Lava Jato.