O encontro marcado de Jair Bolsonaro

O encontro marcado de Jair Bolsonaro
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Como publicamos, Bela Megale noticia no Globo que Jair Bolsonaro tem encontro marcado amanhã com Bernardo Moreira Garcez Neto, corregedor-geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. É no TJ do Rio que está sendo analisada a denúncia contra Flávio Bolsonaro no processo sobre o esquema das rachadinhas. Garcez Neto não tem ligação nenhuma com o caso, mas, diz a jornalista, “segundo pessoas próximas a Garcez, que é conhecido por ser linha dura, ele tem trabalhado para presidir a corte” no final do ano, quando vence o mandato do atual presidente, Cláudio Mello Tavares. Quem elege o presidente do tribunal são os 180 desembargadores que dele fazem parte.

Por que Garcez Neto vai encontrar-se com o presidente da República? A jornalista perguntou a ambas assessorias, mas não obteve resposta do Palácio do Planalto. Segundo a assessoria de imprensa da corregedoria do TJ-RJ, a reunião tratará de um comitê para a modernização do ambiente de negócios do país e de medidas para a adoção de declarações eletrônicas de nascimento e de óbito.

É formidável como magistrados não veem problema em conversar com gente do Executivo e do Legislativo com interesses pessoais diretos ou indiretos nos tribunais dos quais eles são juízes. Isso não deveria ocorrer de jeito nenhum, porque transmite a impressão de que o contato é indevido. Pode até não ser, mas fica esquisito. Dá margem a uma nota de jornal, a um comentário chato como este — e até à ilação de que um encontro com o presidente da República ajuda a cabalar votos numa eleição interna como a que ocorrerá no Tribunal da Justiça do Rio de Janeiro. Sinal de prestígio é, não resta dúvida.

O fato de Jair Bolsonaro ter o filho pendurado no tribunal não ajuda também. Podem levantar a suspeita — infundada, decerto — de que o presidente tentará angariar simpatias pela causa de Flávio Bolsonaro dentro da corte. É óbvio que Jair Bolsonaro jamais faria isso, como homem reto e vertical que é, mas há sempre alguém para levantar suposições, não falta gente ruim neste mundo, e os envolvidos precisam, assim, ter cuidado com a falação.

Precisa parecer, não basta ser.

Leia mais: A Crusoé fiscaliza TODOS os poderes e, nesta semana, é a vez do Legislativo.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO