O equilibrismo da Folha

A Folha de S. Paulo publica que “O Ministério Público Estadual investiga o suposto uso do ProAC (Programa de Ação Cultural), do governo de São Paulo, para desvio de recursos públicos para um bar que tem como sócio Luís Sobral, um dos coordenadores da pré-campanha do vereador Andrea Matarazzo à Prefeitura de São Paulo pelo PSDB”.

A assessoria de Andre Matarazzo entrou em contato com o jornal, depois da publicação da matéria, para dizer que ele não tem nada a ver com isso. Ouviu o seguinte: foi para “equilibrar o noticiário”, já que a Folha publicou uma reportagem, inclusive com áudio, mostrando que João Doria Jr. está comprando votos para ganhar a prévia do PSDB, cujo primeiro turno será amanhã.

A Folha pratica o equilibrismo.

Faça o primeiro comentário