O erro mortal do bolsonarismo

O erro mortal do bolsonarismo
Reprodução/YouTube/Jair Bolsonaro

A FAB colocou um avião de prontidão para pegar dois milhões de doses da Covishield, a vacina indiana que Jair Bolsonaro mendigou a Narendra Modi.

A medida desesperada, relatada pela Veja, serve apenas para camuflar o erro mortal do bolsonarismo, que se recusou a negociar a compra de vacinas no exterior, apostando todas as fichas no acordo da Fiocruz com a AstraZeneca.

Na hora H, Eduardo Pazuello traiu o Brasil.

Leia mais: Crusoé revela com exclusividade como o diretor-geral da ABIN, Alexandre Ramagem, enviava por WhatsApp para Flavio Bolsonaro os relatórios produzidos clandestinamente para orientar sua defesa no caso da rachadinha.
Mais notícias
TOPO