O escárnio no CNMP

Paulo Teixeira diz que resoluções do CNMP são contrárias à Constituição e à jurisprudência do Supremo. Ele também diz que não pode permitir que adversários políticos peticionem promotores amigos a abrir investigação dirigidas.

Ao terminar foi elogiado pelo conselheiro Valter de Araújo.

É um escárnio aos demais integrantes do CNMP.