O esfacelamento de Dilma Rousseff

O PMDB está caindo fora do governo.

A prisão de Delcídio Amaral mostrou que a queda de Dilma Rousseff é inelutável.

Segundo a Folha de S. Paulo, Renan Calheiros, “até aqui arrimo legislativo do Palácio do Planalto, começa a dar sinais de distanciamento. A percepção geral é de que o melhor já passou e o pior ainda está por vir”.

O jornal diz também que “no radar do mundo político, a crise voltaria a dar o ar da graça a partir de fevereiro, mas a operação de quarta-feira antecipou esse calendário”.

O esfacelamento de Dilma Rousseff será mais rápido e violento do que se previa.