HENRIQUE ALVES É O ‘ESTEBAN GARCIA’ DO PMDB

A reportagem de IstoÉ conta que as autoridades suíças identificaram depósitos da Carioca Engenharia numa conta chamada Esteban García, cujo titular é Henrique Alves.

O dinheiro teve origem em propina pela liberação de recursos do FGTS para obras do Porto Maravilha, segundo o delator Ricardo Pernambuco Backheuser, da Carioca.

Foram três transferências em outubro, novembro e dezembro de 2011, num total de 833.113 francos suíços, equivalente a R$ 3 milhões.

“Fica comprovado que os pagamentos de propina de Backheuser a Cunha, conforme os seus depoimentos, efetivamente foram efetuados a favor do acusado (Henrique Alves)”, diz relatório do Ministério Público da Suíça.

Segundo os delatores, não só a Carioca, mas outras duas empresas envolvidas na obra, a OAS e a Odebrecht, também fizeram pagamentos de propina pelo Porto Maravilha, mas esses repasses ainda não foram rastreados.

selos_copas2

Faça o primeiro comentário