O fatiamento do PT

O Estadão informa que há “oito correntes do PT” pedindo a cabeça de Eduardo Cunha. Mas a pressão por elas exercidas não foi suficiente para que a cúpula do partido fechasse questão pela condenação do presidente da Câmara no Conselho de Ética.

O receio da deflagração de um processo de impeachment de Dilma falou mais alto. Mas ainda mais alto soa o desalinhamento do discurso petista, mostrando uma fragilidade que pode ser bem explorada pela oposição.