O fator Lula em 2018

Se a condenação de Lula não for confirmada em segunda instância até maio de 2018, as chances de a Justiça barrar sua candidatura depois são mínimas.

É o que avaliam dirigentes do PSDB e do DEM, segundo o Painel da Folha.

Eles admitem que as decisões mais estratégicas dos partidos dependem do fator Lula.

“Com ele no páreo, haverá forte pressão pelo rompimento da aliança com Michel Temer, especialmente entre parlamentares do Nordeste.

Segundo o último Datafolha, na região, reduto eleitoral mais poderoso de Lula, a reprovação a Temer alcança 77%.”

Sem Lula, não?

0 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Acho engraçado como a imprensa ainda avalia que o chefão da ORCRIM ainda tenha alguma chance de vencer alguma disputa eleitoral. Só se for em algum grotão do nordeste, porque ainda não perceberam com todas as evidencias decorrentes das duas últimas eleições no pais, isto é as municipais de 2015 e as da semana passada (Governo do Amazonas e município de Miguel Leão (Piaui), cujos resultados sepultaram qualquer possibilidade do PT ganhar alguma coisa. Basta o exemplo da derrocada lulista no ABC e nas capitais e grandes cidades Brasil afora.

  2. Bom, mas e a decisão dessa shit de STF que NÃO permite a investigado em CRIMES assumir a PRESIDÊNCIA DA REPUBLICA ( caso do RENAN ), pela lógica o pixuleco também não poderá né O ANTAGONISTA?

© 2017 - O ANTAGONISTA Todos os direitos reservados