O foco do Centrão

O Centrão vai rachar em eventual segundo turno entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, como mostrou a Crusoé.

A verdade é que os caciques dos partidos, principalmente do Centrão, apenas fingem preocupação com a disputa presidencial.

Desde sempre, o interesse de quem manda nas legendas é em “fazer bancada”, ou seja, eleger o maior número de deputados para, consequentemente, garantir o maior volume de fundo partidário.

O resto é detalhe.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 37 comentários
  1. O fundo partidário tem que ser destruído junto com o horário eleitoral gratuito. Podemos usar como desculpa o fato de que ele foi inócuo nessa eleição porque a internet faz mais pelas eleições

  2. Querer juntar Ciro, ALCKMIN, Alvaro arrependido do PSDB, Amoedo, do novo q não é novo, já mostra o desespero q BOLSONARO tá causando na campanha deles. BOLSONARO não representa mal ao país. Eles

  3. Para evitar que esses criminosos continuem no poder, vote 17 de cima para baixo ou escolha um candidato apoiado por Bolsonaro! Teremos uma bancada forte para apoiar o nosso Presidente! 17 !

  4. Para quem tem filhos PENSEM muito bem antes de votar! Com Bolsonaro, com certeza, o Brasil não será uma Venezuela!Os demais estão TODOS com a esquerda!Se algum deles fosse pró direita,teriam desis

  5. Isso é fato. Não à toa há tão grande descolamento entre alguns dos próprios parlamentares eleitos e os caciques. Vide Ana Amélia e Ciro Nogueira ou Magno Malta e Valdemar da Costa Neto.

  6. E aí, já fez a sua parte? Vai ficar fora dessa? Cadê os votos que pedimos para o MITO? Depois não adianta chorar. Vejam o que acontece na Venezuela. Isso que querem para seus filhos? É MITO 17