O general de Temer

O principal nome do governo de Michel Temer é o general Sérgio Etchegoyen.

A Época fez uma reportagem sobre ele:

“Etchegoyen conheceu Temer há pouco mais de dois anos, meses antes do impeachment que tirou Dilma Rousseff da cadeira presidencial. Quem fez a aproximação foi o escritor, articulista e professor universitário de filosofia Denis Rosenfield, que atuava como consultor informal de Temer quando este exercia a Vice-Presidência, com direito a visitas ao Anexo I do Palácio do Planalto. Rosenfield tem boa relação com oficiais das Forças Armadas da ativa e da reserva — especialmente os conterrâneos gaúchos Etchegoyen e Villas Bôas, o comandante do Exército.

Meses antes do afastamento de Dilma, Rosenfield ajudou a organizar jantares na casa de Villas Bôas para que Temer fosse recebido e informalmente ‘sabatinado’ pelos militares. Etchegoyen, que era chefe do Estado-Maior do Exército, participou de todos.

Já com a relação mais azeitada, chegou a vez de o próprio Etchegoyen oferecer em sua casa um encontro em torno de Temer, antes da queda de Dilma. Dali para a frente, seu nome foi uma indicação majoritária da cúpula do Exército para o Gabinete de Segurança Institucional, quando Temer decidiu recriar o ministério, que havia sido extinto por Dilma — uma forma de o presidente mostrar que os militares teriam prestígio em seu governo.”

Comentários

  • Aproximações -

    É de lá, principalmente, que vem o veneno. Desmonte a essa corte espúria e corrupta!

  • MARIA -

    Se até a igreja católica em seus superiores está cheia de comunistas e corruptos porque não o exército também não tem comunistas e traidores da pátria.

  • VOCÊ -

    A U.N.A.A.V. se destina a instruir, orientar e dar condições para cada cidadão brasileiro de como exercer o poder que lhes é delegado pelo artigo 1º. da CONSTITUIÇÃO FEDERAL de 1.988, promovendo assim, a cada cidadão o devido exercício da cidadania e da soberania popular, por intermédio de condições legais e constitucionais, individuais e voluntárias, visando primeiramente a “LEGITIMAÇÃO” e “LEGALIZAÇÃO” formal e documental para que as FFAA “FORÇAS ARMADAS DO DO BRASIL”, compostas pelo exército, marinha e aeronáutica assumam o total controle da nação e, possibilitando de imediato, o pronto restabelecimento da SOBERANIA NACIONAL e fronteiriça. unaavbrasil@gmail.com

Ler 42 comentários