Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O "golpe do fundão" em nome da democracia

Ontem, durante a votação da LDO, deputados e senadores aumentaram em quase três vezes o valor destinado às campanhas políticas no ano que vem
O “golpe do fundão” em nome da democracia
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Na votação de ontem do “golpe do fundão”, quando senadores sacramentaram o aumento em quase três vezes dos recursos públicos para campanhas políticas, o senador petista Jean Paul Prates, líder da minoria, tentou defender a proposta em nome da democracia.

“Com todo respeito a quem estreita o argumento a essa questão de realocar recursos. Pelo amor de Deus! Nós estamos aqui reduzindo da saúde R$ 34 bilhões e estamos reclamando de R$ 5 bilhões que vão financiar a democracia de forma igual, propiciando que candidatos pobres possam ter condição de percorrer as favelas, os igarapés, as ruas e os roçados do país? Isso é completamente desproporcional!”

No fim das contas, a bancada do PT no Senado votou contra o aumento.

O PT e o PSL serão os partidos mais beneficiados com esses recursos, que totalizarão algo em torno de R$ 5,7 bilhões.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO