O gulag de Lula

Telegram

O depoimento de Antonio Palocci contra Lula renovou a guerra entre stalinistas e trotskistas do PT.

Essa gente ainda sonha com o gulag.

Leia a coluna de João Domingos:

O FIM DOS AMIGOS DA ONÇA NO PLANALTO. LEIA AQUI

“A ala stalinista tem aproveitado o momento para bater forte na ala trotskista, da qual se originou Palocci, lembrando-a de que o também ex-ministro José Dirceu (stalinista) passou anos na cadeia, sofreu todo tipo de pressão e jamais abriu a boca (…).

Embaçada no tempo, e desconhecida de quem não é do meio, a briga entre stalinistas e trotskistas jamais vai parar. Há quase um século cada lado acusa o outro das maiores barbaridades.

Uma questão, no entanto, é preciso ser levantada nesse debate. Palocci está preso e condenado a doze anos, dois meses e vinte dias de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Não é um preso político, não está sendo torturado para fazer revelações que envolvam companheiros de armas e de revolução nem fala em nome de Trotski.

Quem conhece Palocci até arrisca um palpite sobre o comportamento dele: a convivência na prisão com o empresário Marcelo Odebrecht o teria convencido de que proteger Lula não vai resultar, no futuro, nem num gesto de gratidão por parte do ex-presidente. Melhor tentar sair agora, falando o que sabe.”

 

 

Comentários

  • Letra. -

    Caraleo... bando de gente corrupta, criminosa, ultrapassada e mentalmente perturbada. Em pleno ano de 2017, o mundo quase chegando à 2a década do século 21, com nanotecnologia, robótica, inteligência artificial, viagem à Marte... e esses comunas velhos endeusando Marx, Trotski, Stalin, Fidel, Guevara... Ninguém merece.

  • joao -

    Bobagem das boas! essa da cizânia política entre stalinistas e trotskistas do PT. Papo-furado de botequim esnobe, da redação de jornais fim dos tempos às moscas esquerdopatas, conversa de bêbados, como diria o gravador aloprado Joesley Friboi. PALOCCI CONTRA LULA é a releitura expressionista do entusiamo romântico alemão, à luz da alma freudiana e da inaugural ficção científica, do clássico de Robert L. Stevenson, O MÉDICO E O MONSTRO.

  • joao -

    Bobagem das boas! essa da cizânia política entre stalinistas e trotskistas do PT. Papo-furado de botequim esnobe, das redação de jornais fim dos tempos às moscas esquerdopatas, conversa de bêbados, como diria o gravador aloprado Joesley Friboi. PALOCCI CONTRA LULA é a releitura expressionista do entusiamo romântico alemão, à luz da alma freudiana e da inaugural ficção científica, do clássico de Robert L. Stevenson, O MÉDICO E O MONSTRO.

Ler 48 comentários