O impeachment sob os cuidados de Motta

O impeachment de Dilma só terá alguma chance se Leonardo Picciani perder a liderança do PMDB na Câmara. A nova tática de Eduardo Cunha consiste em confundir o Planalto trabalhando a candidatura de Hugo Motta para o cargo.

De acordo com o Valor Econômico, Motta vem prometendo neutralidade. Caso eleito, indicaria para a comissão especial do impeachment nomes favoráveis e contrários ao governo Dilma.

O aliado de Cunha não é visto pelo PMDB governista como alguém dado a traições.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200