O índice de criminalidade da Câmara dos Deputados

O G1 fez um levantamento esclarecedor sobre a Câmara dos Deputados que iniciou os trabalhos ontem, elegendo Eduardo Cunha, do PMDB, presidente da Casa. Dos 513 deputados, o G1 constatou que 39 deles respondem a processo criminal. Os partidos com maior número de parlamentares encrencados são:
PMDB: 9, de uma bancada de 66
PP: 5, de uma bancada de 37
PR: 4, de uma bancada de 34
PSD: 3, de uma bancada de 36
PSB: 3, de uma bancada 34
O PT, com bancada de 70, tem 1, assim como o PSDB, com bancada de 54
Os delitos mais comuns são:
Compra de votos: 8
Formação de quadrilha: 5
Peculato: 5
Captação e gasto eleitoral abusivo: 4
Burla de licitações: 3
Abuso de poder econômico: 3
Desvio de verba: 3
Lavagem de dinheiro: 3
Crime de responsabilidade: 3
Antevemos o aumento substancial do número de deputados enrolados no código penal, depois da divulgação dos nomes dos políticos citados pelos delatores da Operação Lava Jato.

Chegarão mais deputados,
precisamos abrir espaço