“O indulto não pode ser instrumento de impunidade”

Eis os comentários de um procurador e três procuradoras da República no Twitter sobre o julgamento de hoje no STF do decreto de Michel Temer de indulto natalino a corruptos.

Antonio Welter, procurador da República na Lava Jato em Curitiba:

“O STF deve apreciar hoje a constitucionalidade do Decreto de Indulto do ano passado. O indulto não pode servir para esvaziar a pena, não pode ser instrumento de impunidade. Desta forma viola o princípio da proporcionalidade e deve ser excluído da ordem jurídica.”

Thaméa Danelon, procuradora da República na Lava Jato em São Paulo:

“Temos visto há anos o Brasil ser saqueado por políticos inescrupulosos. A Lava Jato desvendou o maior escândalo de corrupção da história do nosso país. Esperamos que hoje o STF julgue INCONSTITUCIONAL o indulto, ou melhor, INSULTO de Natal do presidente Temer do final de 2017. O retrocesso ao combate à corrupção deve ser evitado. A corrupção desvia bilhões de reais e mata pessoas em filas de hospitais. É um crime grave contra a humanidade. É incompatível com o indulto, instituto aplicado só para crimes menores.”

Jerusa B. Viecili, procuradora da República na Lava Jato em Curitiba:

“Está em jogo a sobrevivência da Lava Jato e do combate à corrupção no Brasil!”

Monique Cheker, procuradora da República no Rio de Janeiro, ironizando a notícia de que 22 presos da Lava Jato podem ser beneficiados se Temer reeditar neste ano o decreto de indulto natalino com as mesmas regras do assinado no ano passado:

“A pauta republicana de sempre das reuniões: ‘Como vamos ajudar corruptos a saírem impunes? Como vamos dificultar o trabalho do MP e da polícia?’”

O Senado mandou uma "continha" extra de R$ 6 bi para você pagar. Quem vai defender VOCÊ?

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 31 comentários
  1. É simples, divulguem as sujeiras do STF… parem de acobertar advogados da AGU, membros do MP e da PF, bem como demais advogados criminalistas… Joguem duro, contem com o povo e a imprensa.

  2. É tanta indignação que umas pessoas dessas não podem andar impunes pelas ruas……….tem que linchar esses fdps pq eles simplesmente não pensam em nós e nem tem pena de nos foder todos os dias

  3. Se o indulto for aprovado, ficará provado comluio entre STF e Temer! Já se tem notícia dos almoços entre Temer e togados, na véspera da sanção de aumento para o judiciário! Isso é Justiça?