ACESSE

O irmão problema

Telegram

A Crusoé fez o que Raquel Dodge se recusou a fazer: foi a Marília investigar a transação que levou Léo Pinheiro a citar Dias Toffoli num dos capítulos de sua delação premiada.

A reportagem analisou os sete volumes da licitação suspeita, ouviu testemunhas do processo e descobriu uma série de novos elementos que corroboram a versão apresentada pelo empreiteiro da OAS.

Leia a reportagem completa aqui.

VEM AÍ A PAUTA EXPLOSIVA DO STF. Saiba mais

Comentários

  • Jose -

    Fico me perguntando. O que ha de errado com o processo de escolha para ministros do Supremo, que consegue colocar pessoas tão despreparadas na mais alta corte.

  • PAULO -

    É pessoal, essa é a família do Presidente da Suprema Corte do Brasil, pode fazer o que quiser, que o irmãozinho livra a cara.

  • wanderlei -

    A Crusoé comprovando o comportamento vil desse stf que nos envergonha.

Ler 33 comentários